Agenda

O Conversa com Verso recebe Roberto Seresteiro em 31 de outubro de 2015.

2 de outubro de 2015 - Por Lourdes Casquete

O projeto Conversa com Verso recebe dia 31/10/2015 (sábado) às 16h, no Centro Cultural e de Estudos Superiores Aúthos Pagano, o cantor, jornalista, professor e pesquisador Roberto Seresteiro.

Roberto Seresteiro é cantor, jornalista, professor e pesquisador da História da Música Popular Brasileira. Começou a cantar profissionalmente aos 19 anos, em 2003, na sua cidade natal, Piracicaba/SP.
Seu repertório é formado principalmente por gêneros tradicionais da música popular brasileira, como a valsa, a seresta, a canção, a modinha, o choro, o samba, o samba-canção e o samba-de-breque. Seu estilo peculiar de canto, que lembra os velhos tempos, somados ao repertório característico e à ênfase na interpretação, acabaram lhe valendo o apelido de “Seresteiro”.
Roberto Seresteiro já dividiu o palco com nomes consagrados da música popular brasileira, tais como Inezita Barroso, Roberto Silva, Dóris Monteiro, Ana Bernardo, Roberto Luna, Dona Inah e Cauby Peixoto. Também cantou ao lado de talentos da nova geração, como Adriana Moreira, Tuco e o Batalhão de Sambistas, Márcio Gomes, Alessandro Penezzi entre outros. Tem um programa dominical, “Espaço Seresta”, na Rádio Educativa de Piracicaba.
Em 2014, Roberto Seresteiro lançou o seu 1º CD independente “Cordiais Saudações” distribuído pela Pôr do Som. No repertório estão sambas, sambas-canções, choros, valsas e gêneros afins, de compositores como Noel Rosa, Benedito Lacerda, Silvio Caldas, Herivelto Marins dentre outros mestres.

No Conversa com Verso, Roberto Seresteiro(Violão e voz) cantará canções do seu CD “Cordiais Saudações” e outras músicas de seu repertório:

SERVIÇO
Conversa em Verso: Roberto Seresteiro
Dia: 31/10/2015 - sábado - 16 horas;
Local: Centro Cultural e de Estudos Superiores Aúthos Pagano;
Rua Tomé de Souza, 997 - Lapa/SP - Tel: (11) 3539 6140 e 3836-4316 ;
Entrada Gratuita - Duração: 90 min – Capacidade: 60 lugares;
Curadoria e produção executiva: Celina Lucas / Lourdes Casquete;
Realização: Instituto Pensarte, Centro Cultural Aúthos Pagano, Governo de São Paulo, Secretaria da Cultura.

O projeto Conversa com Verso recebe dia 26/09/2015, o músico e historiador Cacá Machado e a cantora Lu Alves.

5 de setembro de 2015 - Por Lourdes Casquete

O projeto Conversa com Verso recebe dia 26/09/2015 (sábado) às 16h, no Centro Cultural e de Estudos Superiores Aúthos Pagano, o músico e historiador Cacá Machado e a cantora Lu Alves.

Cacá Machado é pesquisador, professor, músico, historiador e autor dos livros O enigma do homem célebre: ambição e vocação de Ernesto Nazareth e Tom Jobim.
Como curador criou, em parceria com José Miguel Wisnik e Vadim Nikitin, as exposições O culpado de tudo: Oswald de Andrade (2011) e Machado de Assis, mas este capítulo não é sério (2008), ambas para o Museu da Língua Portuguesa (SP).

Após ser premiado em primeiro lugar na categoria “Composição Popular”, do Concurso Nascente IV (Abril Cultural/USP, 1994), passou a se dedicar também, à atividade de compositor, violonista e produtor musical criando trilhas sonoras para televisão como O Valor do amanhã (Fantástico/Globo, 2007), O Risco – Lúcio Costa e a utopia moderna, documentário longa-metragem, 2002 e teatro Um bonde chamado desejo, direção de Cibele Forjaz, 2001. Foi produtor musical dos CDs Jobim Violão (Biscoito Fino/Gaia Discos, 2007) e Tudo que gira parece a felicidade (Gaia Discos, 2008), ambos de Arthur Nestrovski. Em 2006 criou e dirigiu o espetáculo musical Um minuto de silêncio, com Vadim Nikitin, a convite do Centro Experimental de Música do Sesc Consolação, com temporada no Teatro Anchieta (SESC-SP).
Em 2013 lançou eslavosamba (YB Music/Circus), seu primeiro CD/LP autoral de canções.

Lu Alves é paulistana e filha de músico. Iniciou sua carreira aos 18 anos, apresentando-se em bares e participando da gravação de jingles.
Como integrante do grupo Notícias dum Brasil, idealizado pelo compositor Eduardo Gudin, foi a principal solista do CD "Pra Tirar o Chapéu". Em 2010 participou de shows e gravação do DVD Notícias Dum Brasil- Três Tempos pelo selo SESC, atuando também ao lado de renomados artistas, como Guinga, Hermeto Pascoal, Paulinho da Viola e Elton Medeiros. Sua carreira ainda contemplaria trabalhos ao lado de Antônio Nóbrega (gravação do CD "Madeira que Cupim Não Rói"), Joyce, Roberto Menescal, Johny Alf, Alaíde Costa, André Hosoi e Luís Gayotto.
Lu se destacou como a voz mais assídua nos trabalhos do compositor e instrumentista Chico Pinheiro participando de suas turnês e CDs como Meia Lua, Chico Pinheiro e Nova.
Cacá Machado Violão e voz; Lu Alves: Voz

SERVIÇO
Conversa em Verso: Cacá Machado e Lu Alves;
Dia: 26/09/2015 - sábado - 16 horas;
Local: Centro Cultural e de Estudos Superiores Aúthos Pagano;
Rua Tomé de Souza, 997 - Lapa/SP - Tel: (11) 3539 6140 e 3836-4316 ;
Entrada Gratuita - Duração: 90 min – Capacidade: 60 lugares;
Curadoria e produção executiva: Celina Lucas / Lourdes Casquete;
Realização: Instituto Pensarte, Centro Cultural Aúthos Pagano, Governo de São Paulo, Secretaria de Estado da Cultura.



O Conversa com Verso comemora 9 anos, com o Trio que Chora e Ione Papas, dia 29 de agosto de 2015.

5 de agosto de 2015 - Por Lourdes Casquete

O projeto Conversa com Verso completa nove anos e recebe dia 29/08/2015 (sábado) às 16h, no Centro Cultural e de Estudos Superiores Aúthos Pagano, o grupo Trio que Chora, com a participação da cantora Ione Papas.

O Trio que Chora é formado por Marta Ozzetti (flauta e voz), Rosana Bergamasco (violão sete cordas e voz) e Cássia Maria (percussão e voz). Seu trabalho contempla a diversidade rítmica, pois além da flauta, do violão sete cordas e do pandeiro, o Trio utiliza em suas apresentações, uma variedade de instrumentos percussivos, universo sonoro registrado no disco Setembro de 2012.
No repertório, composições de grandes mestres com arranjos próprios, como Chiquinha Gonzaga, Ernesto Nazareth, Pixinguinha, Zequinha de Abreu, Waldir Azevedo, Jacob do Bandolim ao lado de compositores contemporâneos como Paulinho da Viola, José Miguel Wisnik, Toninho Ferragutti, Thadeu Romano, Edmilson Capellupi, Zé Barbeiro, Rosana Bergamasco e autores da MPB como Paulo Vanzolini, Noel Rosa, Ataulfo Alves, Dona Ivone Lara, Nelson Cavaquinho, entre outros.

Ione Papas, estreou seu primeiro show em 1987 cantando Noel Rosas, tornando-se uma grande estudiosa sobre a vida e a obra desse autor. Fruto dessas pesquisas lançou em 2000, o seu primeiro álbum, "Noel por Ione". Em 2007 apresentou o seu segundo disco, “Na linha do samba”, elogiado pela crítica especializada.
Nos últimos anos a artista tem apresentado o seu trabalho nos circuitos musicais de várias capitais brasileiras, especialmente no “Ó do Borogodó”, a mais tradicional casa de Choro e Samba de São Paulo.

Para esta apresentação o Trio que Chora, além de repertório próprio, convida ao palco a cantora Ione Papas, com quem desenvolveu um trabalho de pesquisa sobre autores brasileiros da MPB, que compuseram choro, mas não representam este gênero. São composições cantadas de Martinho da Vila, Luis Melodia, Caetano Veloso, Alberto Ribeiro, Joyce, Eduardo Dusek, Godofredo Guedes, Chico Buarque, entre outros, com arranjos próprios, criados coletivamente.

Flauta: Marta Ozzetti | Violão sete cordas: Rosana Bergamasco | Percussão: Cássia Maria | Voz: Ione Papas

SERVIÇO

Conversa em Verso: Trio que Chora. Convidada Ione Papas;
Dia: 29/08/2015 - sábado - 16 horas;
Local: Centro Cultural e de Estudos Superiores Aúthos Pagano;
Rua Tomé de Souza, 997 - Lapa/SP - Tel: (11) 3539 6140 e 3836-4316 ;
Entrada Gratuita - Duração: 90 min – Capacidade: 60 lugares;
Curadoria e produção executiva: Celina Lucas / Lourdes Casquete;
Realização: Instituto Pensarte, Centro Cultural Aúthos Pagano, Governo de São Paulo, Secretaria da Cultura.

O Conversa com Verso recebe dia 01 de agosto de 2015, Oswaldinho e Marisa Viana, com o show“VIVA ELPÍDIO!”.

8 de julho de 2015 - Por Lourdes Casquete


O projeto Conversa com Verso recebe dia 01/08/2015 (sábado) às 16h, no Centro Cultural e de Estudos Superiores Aúthos Pagano, os compositores e intérpretes, Oswaldinho Viana e Marisa Viana, apresentando o show de seu CD: “VIVA ELPÍDIO!”.

“VIVA ELPÍDIO!”, é uma homenagem calorosa ao inesquecível brasileiro de São Luiz do Paraitinga /SP, Elpídio dos Santos, que nos deixou como legado centenas de composições, a maioria inédita, de grande valor cultural.
O show revive a trajetória deste músico, arranjador e grande compositor brasileiro, cuja obra deve ser conhecida por todos os brasileiros, pois retrata fielmente o que de mais puro existe em nossa Música Popular Brasileira. Em “Viva Elpídio!”, o compositor é reconhecido como músico e arranjador eclético, abrangente, clássico e popular, não restrito apenas à vertente caipira. Sua obra é descrita como consistente e rica e retrata fielmente o homem do interior
de São Paulo em sua época, com seus costumes, linguajar, religiosidade, sabores, comportamento e emoções. Oswaldinho Viana e Marisa Viana apresentam várias canções inéditas, sucessos do compositor da década de cinquenta, além de músicas criadas especialmente para os filmes de Mazzaropi, que tinha Elpídio como principal compositor de suas trilhas. Com repertório muito alegre e recheado de vários ritmos e temas que vão do caboclo da roça à cidadezinha do interior paulista; do romantismo à malandragem do caipira que viaja para o Rio de Janeiro; da religiosidade e da superstição ao humor ingênuo do nosso homem do interior.

“Viva Elpídio!” é um verdadeiro brinde à brasilidade: Viva Elpídio!
Marisa Viana - voz e percussão de efeitos.
Oswaldinho Viana - voz,viola caipira, violão de doze cordas e violão de seis cordas.
Concepção, pesquisa e narração: Marisa Viana.
Arranjos e direção musical: Oswaldinho Viana.

SERVIÇO
Conversa em Verso: Oswaldinho Viana e Marisa Viana, com o show “VIVA ELPÍDIO!”;
Dia: 01/08/2015 - sábado - 16 horas;
Local: Centro Cultural e de Estudos Superiores Aúthos Pagano;
Rua Tomé de Souza, 997 - Lapa/SP - Tel: (11) 3539 6140 e 3836-4316 ;
Entrada Gratuita - Duração: 90 min – Capacidade: 60 lugares;
Curadoria e produção executiva: Celina Lucas / Lourdes Casquete;
Realização: Instituto Pensarte, Centro Cultural Aúthos Pagano, Governo de São Paulo, Secretaria da Cultura.