Tag: Vânia Bastos

Clipe 2 – Convidados do Conversa com Verso – 2011/2012

3 de janeiro de 2014 - Por Lourdes Casquete



Vânia Bastos – Viola Fora de Moda(Edu Lobo-Capinan) – Ponteio(Edu Lobo). Violão:Ronaldo Rayol

21 de junho de 2012 - Por Lourdes Casquete

Conversa com Verso Com Vânia Bastos

25 de maio de 2012 - Por Lourdes Casquete

O Conversa com Verso recebe em Abril, a cantora Vânia Bastos e o violonista, Ronaldo Rayol.

27 de março de 2012 - Por Lourdes Casquete

Sábado – 28/04/2012 – 16h

Voz fundamental da música contemporânea, a cantora paulista Vânia Bastos iniciou sua carreira artística na década de 80, ao lado de Arrigo Barnabé, ao integrar a histórica banda Sabor de Veneno, nos inesquecíveis LPs Clara Crocodilo e Tubarões Voadores.
Como solista da banda de Arrigo, apresentou-se por todo o Brasil e por três vezes excursionou pela Europa (França, Alemanha e Itália), tendo participado inclusive das comemorações dos 200 anos da Revolução Francesa, em Paris.

Em 1986, gravou seu primeiro disco solo, que já apontava sua pluralidade como intérprete, especialmente no repertório, composto por peças de Hermelino Neder, Arrigo Barnabé, Carlos Rennó, José Miguel Wisnik, com destaque para Esse Rapaz, composição de Eduardo Gudin, feita especialmente para a cantora.
Em 1989 inicia sólida parceria artística com Eduardo Gudin, que resultou em temporada de shows no Sesc Pompéia e a gravação do disco “Eduardo Gudin e Vânia Bastos”. No ano seguinte, lançou seu segundo disco solo "Vânia Bastos" com destaque para a canção Paulista, de Gudin e Costa Netto, trabalho que teve tiragem no exterior (Japão).

Em 1992, lança o disco “Cantando Caetano”, trabalho que contou com arranjos de Paulo Bellinati, e com a participação do próprio Caetano.
Dois anos depois, em 1994, apresentou o disco “Canta Mais”, com destaque para duas músicas difundidas em telenovelas (“Canta, canta mais”, de Jobim e Vinícius, e “ Pálida”, de Tavito e Aldir Blanc).
No ano seguinte grava “Vânia Bastos e Cordas” – Canções de Tom Jobim (1995), com piano e orquestração de Francis Hime. Em seguida, lançou “Diversões não eletrônicas” (1997), cujo tema “grandes arranjadores e maestros brasileiros” desdobrava-se em músicas inéditas e regravações. Com esse CD Vânia ganhou o Prêmio Movimento de Música na categoria “melhor disco vocal do ano”.

1999 foi o ano da gravação e lançamento de “Belas e Feras”, registrando composições apenas de mulheres brasileiras contemporâneas, dentre elas Marina Lima, Rita Lee, Ângela Ro Ro. Com esse trabalho viajou por todo o Brasil e seus shows foram acompanhados por um grande público. Em 2000 dividiu o palco em algumas apresentações com Ivan Lins e outras com Toquinho através do projeto Banco do Brasil. Também participou do CD Anjo de Mim, de Ivan, na faixa “Te Amo”.
Em 2007 grava “Tocar na Banda” CD e DVD gravados ao vivo em comemoração aos seus mais de 20 anos de carreira.
Neste primeiro trabalho gravado ao vivo, Vânia expõe a alegria irrefreável de uma carreira celebrada em mais de duas décadas, oferecendo ao público um apanhado de seu repertório clássico, composto por Jobim, Caetano, Arrigo, Gudin, Itamar, entre outros nomes que integram seu eclético conjunto de obra.
Atualmente está divulgando seu mais recente CD “Nabocadolobo”, voltado inteiramente à obra de Edu Lobo, que participa em uma das faixas. Tem recebido ótimas críticas por todo o Brasil, por seu caráter altamente brasileiro, pela qualidade sonora das composições de Edu Lobo e pelos arranjos e direção musical de Ronaldo Rayol.

Ronaldo Rayol é músico, arranjador e produtor musical. Autodidata, começou a tocar quando tinha 15 anos e foi influenciado pelos Beatles, Mutantes, Milton Nascimento.
Em sua longa carreira, acompanhou vários artistas da MPB como Gilberto Gil, Moraes Moreira, Wilson Simonal, Aguinaldo Rayol, Ná Ozzetti, Luiz Melodia, Claudia Telles, Wagner Tiso, Ione Papas, Wilson Simonal, Zé Ketti, Maria Alcina, Carlos Navas, Vânia Bastos, entre outros
Como violonista e guitarrista, acompanha o percussionista Dinho Nascimento, que realiza um trabalho calcado nos mais variados ritmos, como o maracatu e o funk e participou como produtor e músico, da gravação dos CDs, Berimbau Blues e Gongolô.
Ronaldo participou de gravações com Gilberto Gil, Luiz Melodia, Wagner Tiso e Moraes Moreira, entre outros. Fez a direção musical e arranjos do primeiro CD da cantora baiana Ione Papas, com músicas de Noel Rosa, um disco muito bem cotado pela crítica.
Tocou em Portugal e Espanha com o percussionista Dinho nascimento, na França com a cantora Patty Ascher.
Atualmente acompanha artistas como Caubi Peixoto, Carlos Navas e Vânia Bastos em shows e gravações e como diretor musical - Direção Musical e arranjos do CD e DVD de Cauby Peixoto, "Cauby Sings Sinatra"; do CD do cantor Carlos Navas, "Tecido" e o CD da cantora Vânia Bastos, "Nabocadolobo", com canções de Edu Lobo.


No Conversa com Verso, a cantora Vânia Bastos, acompanhada pelo violão de Ronaldo Rayol, interpretará seus sucessos musicais, falando sobre a sua carreira e suas parcerias, com a participação da plateia.


Projeto Conversa em Verso - um bate papo musical
Convidados: Vânia Bastos e Ronaldo rayol.
Dia: 28/04/2012 - sábado - às 16 horas
Local: Centro Cultural Aúthos Pagano
Endereço: Rua Tomé de Souza, 997 , Lapa-SP. Tel: (11) 3836-4316

Produção Executiva e Curadoria: Celina Lucas e Lourdes Casquete
Produção: Instituto Pensarte, Centro Cultural Aúthos Pagano.
Realização: Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo